THIS CONTENT IS
CURRENTLY UNAVAILABLE
tudo sobre tecnologia

Terroristas publicam instruções para ataques durante Olimpíadas no Rio

vinicius      quarta-feira, 20 de julho de 2016

Compartilhe esta página com seus amigos

Terroristas divulgam 'manual' para ataques nos Jogos do Rio

Extremistas divulgaram técnicas, entre elas atentados a meios de transporte. Grupo brasileiro manifestou apoio ao EI em app

Rio - Extremistas islâmicos publicaram na rede social Telegram recomendações de 17 técnicas a serem usadas em atentados terroristas durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que começam no dia 5 de agosto. De acordo com a especialista norte-americana em contraterrorismo Rita Katz, os extremistas deram instruções para possíveis ataques, assim como um cronograma de ações. Entre as técnicas citadas, estão atentados a aeroportos e meios de transporte públicos, esfaqueamento, envenenamento, sequestro de reféns e veiculação de falsas ameaças.

Os terroristas também pediram para que os chamados "lobos solitários" (pessoas que atuam sozinhas em ataques) se dirijam ao Brasil. Na última segunda-feira, Rita Katz, que trabalha na agência de contraterrorismo SITE, informou que um grupo no Brasil havia declarado lealdade ao Estado Islâmico (Isis, também chamado de EI ou Daesh). Eles criaram um canal no Telegram com o nome "Ansar al-Khilafah Brazil". Foi a primeira vez que alguém da América do Sul explicitou uma suposta aliança com o EI.

nissutec tudo sobre tecnologia
Canal Ansar al-Khilafah Brazil manifestou apoio ao Estado Islâmico no Telegram
Foto: Reprodução Twitter/ SITE

Grupo em português sobre Estado Islâmico no Telegram é monitorado pela Abin

Agência Brasileira de Inteligência (Abin) divulgou nesta terça-feira uma nota oficial garantindo que "todas as ameaças relacionadas aos Jogos do Rio 2016 estão sendo minuciosamente apuradas, em particular as relacionadas ao terrorismo".

Estado Islâmico divulga notícias em português em grupo no Telegram
Foto: Reprodução Internet

"Devido à sensibilidade do tema, as ameaças são tratadas, de forma integrada, pelas unidades especializadas de enfrentamento ao terrorismo dos três eixos responsáveis pela Segurança dos Jogos Rio 2016 - Inteligência, Segurança Pública e Defesa", informou a Abin.

A estimativa é de que cinco mil homens da Força Nacional de Segurança Pública e 22 mil oficiais das Forças Armadas (14,8 mil do Exército, 5,9 mil da Marinha e 1,3 mil da Aeronáutica), além do contingente fixo do Rio de Janeiro, atuem durante os Jogos Olímpicos. Nesta semana, militares do Exército intensificaram ações de patrulhamento motorizado e a pé na região do Parque Olímpico, na Barra da Tijuca. As Olimpíadas ocorrerão do dia 5 de agosto, quando acontece a cerimônia de abertura no Maracanã, até 21 do mesmo mês.

Comentários